Tudo Sobre Gatos

Tudo Sobre Gatos

Tudo sobre gatos – Domesticado primeiramente no oriente médio, o gato doméstico é o resultado de uma adaptação evolutiva dos gatos selvagens. Cientificamente, é denominado Felis catus, de acordo com as regras do Código Internacional de Nomenclatura Zoológica. Entretanto, na prática é comum por parte de muitos biólogos, a distinção entre as espécies selvagens (Felis Silvetris) e as domesticadas (Felis Catus).

Os sinais mais antigos da associação dos gatos com o homem datam de 9.500 anos atrás. Sua função era trabalhar no auxílio do controle populacional de diversos tipos de roedores. Atualmente, é bastante popular, seja como animal de companhia ou como animal de trabalho, exercendo ainda sua função original no controle da população de determinados roedores, tanto em ambientes rurais como urbanos.

Trata-se de um animal de tamanho pequeno a médio, em geral pesando entre 2,5 e 7 kg. O cruzamento entre as diversas espécies o tornou menor, e menos agressivo com os humanos. Excelente caçador, o gato possui natureza independente, é curioso, porém sociável. Sua alimentação é essencialmente orientada ao consumo de carne, mas até mesmo os exemplares selvagens costumam complementar sua alimentação com folhas e outros elementos vegetais.

As características comportamentais dos gatos variam dependendo da raça, idade, sexo e também das diferenças de criação, incluindo o ambiente onde vive. De acordo com o tipo de pelagem, podem também apresentar diferenças físicas. Por exemplo, aqueles de pelagem curta tendem a ser mais magros e ativos fisicamente, enquanto os de pelo longo são, em geral, mais pesados.

Considerados animais de cérebro bastante evoluído, os gatos são inteligentes, capazes de sentir emoções. Em relação à anatomia, são muito similares a outros felinos. Possuem corpos fortes e flexíveis, garras retráteis bem afiadas e reflexos rápidos.

A expectativa de vida de um gato é considerada longa. Enquanto um gato selvagem ou de rua tem expectativa de vida bastante reduzida devido a brigas e acidentes, os exemplares dométiscos podem viver por mais de 20 anos. Apesar de ser um animal capaz de nadar, assim como a maioria dos mamíferos, os gatos tendem a ter aversão à ambientes aquáticos e só o fazem se extremamente necessário, como no caso de queda acidental na água.

Os gatos são capazes de comunicar-se de maneira eficaz, seja com os humanos ou com outros animais de sua espécie. O cérebro dos gatos apresenta estrutura tão avançada que possibilita o desenvolvimento de uma espécie de linguagem, comunicando-se por meio de miados e ronronares, além de linguagens corporais. O miado é um som geralmente agudo, diferentemente do ronronar. O tipo de miado varia significativamente, dependendo do seu propósito. O gato pode vocalizar por sofrimento (para pedir comida, por exemplo) ou simplesmente como um cumprimento. Já o ronronar geralmente indica um estado de calma, prazer ou excitação.

Para saber tudo sobre gatos, fique a vontade para navegar pelo blog, e não deixe de visitar a seção Raças de Gatos para conhecer todos as diferentes variedades desse maravilhoso e elegante felino.