Curiosidades
junho 24, 2014 publicado por Blog do Gato

Gato é bom para criança?

Gatos podem ser pets para casas com crianças?

Em um dado momento de suas vidas quase toda criança sonha em ter um animal de estimação e gatos estão no topo da lista de animais desejáveis. Em contrapartida, muitos pais sentem-se desconfortáveis em permitir que seus filhos optem por escolher um gato com um animal de estimação. Mas será que gatos são realmente menos apropriados do que cachorros para serem pets para crianças?

Bom, é verdade que adotar um gato, traz com sigo responsabilidades e mais algum trabalho adicional com o cuidado de sua saúde e bem estar, mais alguns compromissos financeiros. O que na verdade, não é exatamente diferente de se adotar um cão ou outro animal de estimação. É por isso que você só deve adotar um gato, após considerar cuidadosamente tudo que envolve a aquisição de um novo mascote em sua família, especialmente se este for seu primeiro animalzinho. Lembre-se que é uma responsabilidade que você está assumindo e ela é para a vida toda.

Gato é bom para criança?

Gato é bom para criança?

Muito se comenta a respeito de que os gatos são mais alergênicos para as crianças do que os cachorros pois acabam soltando mais pelos do que os cães, mas será que isso é verdade?

É realmente difícil, para quem nunca teve um gato, acabar optando em escolher um gatinho, devido a tudo que se fala a respeito da liberdade dos felinos, da possibilidade de asma e outras alergias para as crianças, do medo que seu gato acabe arranhando seu filho, da possível falta de paciência que um gato possa a vir a ter com seus pequenos.

No entanto, é importante compreender que existe uma grande diferença entre o comportamento dos gatos de raça, fazendo com que algumas raças de gatos sejam realmente muito pacientes e bastante indicadas como pets para crianças. Talvez mais indicadas até mesmo do que um cachorro.

Gatos são animais muito mais limpos do que cães, fazem a higiene de seu pelo constantemente, não gostam de se sujar em poças, sempre preferem um local fofinho e macio para deitar. Fazem suas necessidades em locais afastados, não ficam lambendo seus donos o tempo todo, não babam, são menos exigentes com relação a atenção, brincadeiras e cuidados.

Lógico que como no caso de crianças que tem cães ou qualquer outro pet, é importante que seu filho aprenda que os animais precisam ser respeitados, que eles tem sentimentos, sentem medo, dor, frio, fome e precisam ser tratados com carinho e respeito. A criança não pode puxar o rabo do gato, nem as orelhinhas, não pode bater com a escova no gato, nem ser bruta de qualquer outra maneira, não pode chutá-lo, isso é bastante óbvio, não é mesmo?

Também é fundamental antes de optar por ter qualquer animal de estimação, que você esteja ciente que este pet se tornará membro de sua família e você terá que cuidar dele pelo resto de sua vida.

O que falam especialistas a respeito de alergias em crianças, causadas por gatos?

 

Gato é bom para criança?

Gato é bom para criança?

Um dos argumentos que escutamos com muita frequência para justificar não ter um gato em casa, é a questão das alergias das crianças. Estudos recentes não co-relacionam a alergia da criança necessariamente ao gato e inclusive apontam que esta relação pode ser benéfica. Pode acontecer que uma criança que tenha um gato em casa, demonstre alergia, mas,  na grande maioria dos casos não é o gato que causou a alergia. E alguns pesquisadores, vão até mais longe, defendendo que o contato com animais desde cedo ajuda a que o próprio organismo se torne mais resistente.

Crianças que convivem com gatos, podem acabar desenvolvendo asma, no entanto, a convivência com seu gato também irá favorecer a produção de anticorpos, fazendo com que no futuro a criança não tenha mais asma. Seria mais ou menos como promover ao seu filho um tipo de vacina contra a asma.

Se a criança apresentar outro tipo de alergia como a rinite, por exemplo, funciona mais ou menos da mesma maneira, o organismo irá produzir anticorpos. No entanto, é importante que você não se engane e saiba que é verdade, a criança que já demonstra sintomas alérgicos antes de ter um gato em casa, provavelmente irá apresentar crises alérgicas quando estiver tendo contato mais próximo com seu gato.

Gatos são mesmo animais agressivos com as crianças?

Gatos não são animais agressivos, normalmente eles arranham ou até mordem por estarem se sentindo ameaçados e não existe alguma forma de escapar de um situação indesejada.

Depende de você que seus filhos compreendam seu gato a fim de criar um vínculo afetivo que será maravilhoso para ambos. Portanto seu papel nesta relação é fundamental, para que nem seu filho, nem seu gatinho se machuquem ou acabem sofrendo algum tipo de trauma.

Meu gato deve ficar longe de meu bebê?

Não existe nenhum motivo para você restringir seu bebê do convívio com seu gatinho, lógico que assim como com as crianças maiores você deverá supervisionar a interatividade entre eles, tanto para que seu bebê não machuque o gatinho como vice versa.

Meu filho quer um gato, mas eu tenho medo que o gato machuque meu filho

Um gato não irá machucar seu filho, se você ensiná-lo a cuidar se deu gato da maneira correta, com amor e repeito pelo gato.

Como posso evitar que meu filho machuque meu gato?

As probabilidades de seu filho machucar seu gato são bem mais reais, principalmente em se tratando de filhotinhos de gatos, que neste caso para um filhote novinho pode ser muito grave, por isso é fundamental que nos primeiros meses você acompanhe o relacionamento de seu gato e seus filhos muito rigorosamente, vamos explicar como ensinar as crianças a cuidarem de seu gato.

Meu filho pode pegar meu gato no colo?

Sim, não existe nenhum problema em deixar seu filho pegar um gato no colo, no entanto cabe a você ensinar como ele deve segurá-lo e soutá-lo imediatamente e delicadamente assim que o gatinho demonstre o desejo de sair do colo. É importante ressaltar que como gatos tem um espírito livre eles não aceitam fazer coisas que não desejam fazer e isso deve ser respeitado sempre!

É verdade que a relação com um gato pode tornar meu filho mais responsável?

Sim, crianças que convivem com gatos aprendem a lidar melhor com os sentimentos, tornam-se crianças com mais compaixão pelo semelhante, melhoram sua relação com as pessoas, tornam-se mais comunicativas, são mais amáveis e tornam-se adultos mais seguros.

Recentemente diversas pesquisas realizadas por psicólogos infantis concluíram que existem inúmeros benefícios para as crianças que têm um gato em casa. Um criança que tem um gato em casa, aprende muito a respeito de responsabilidade, respeito e carinho, além é claro de terem a felicidade de ter um grande amigo para o resto de suas vidas.

O que está motivando a aquisição de um gato em sua família são as crianças certo? Mas você precisa estar certo de que será responsável tanto com seu novo gato, quanto com suas crianças com relação ao seu gato. Mesmo que seja uma excelente ideia ter em casa um gato e envolver as crianças nos cuidados com um animal de estimação, elas precisam aprender com você os limites e a responsabilidade que acarreta para a vida, ter alguém que dependa delas, como elas dependem de você.

Como faço para escolher o melhor gato para os meus filhos?

Gato é bom para criança?

Gato é bom para criança?

Embora seja natural que você imagine em arrumar um filhotinho, talvez, essa possa não ser  a melhor escolha. Especialmente se você tiver em casa mais de duas crianças bem novinhas. Filhotinhos de gato são frágeis e podem facilmente se machucar acidentalmente. As crianças muitas vezes não percebem o quanto filhotinhos podem ser frágeis. Gatinhos novinhos também por inexperiência com pessoas podem ser mais propensos a unhar ou morder uma criança, sem perceber que isso é errado.

Portanto, se você tiver em casa crianças pequenas, com menos de 9 anos de idade, talvez uma boa ideia para que não hajam problemas futuros, seja adotar um gato adulto. Escolha um gato amigável. Passe algum tempo brincando com o gato e veja como é a personalidade do gato, se ele gosta de colos, de carinho, se ele aceita que você passe a mão em seu corpo.  Nem todos os gatos gostam de ser pegos e ficar no colo, mas alguns adoram. Preste especial atenção à linguagem corporal do gato. Se o gato demonstrar-se incomodado quando um adulto pega-lo, o mesmo gato poderá entrar em pânico quando uma criança pega-lo e não soltá-lo na hora em que ele deseja descer do colo. Se você adotar um gato de um abrigo, peça ajuda aos cuidadores que devem saber um pouco mais sobre o comportamento dos gatos que eles cuidam. Seria perfeito encontrar um gato que já tenha convivido com crianças. Alguns gatos que nunca tenham convivido com crianças, irão se assustar com elas com muito mais facilidade. Outra dica muito importante é instruir as crianças para que elas mudem o comportamento com relação aos gritos. Gatos geralmente ficam muito desconfortáveis com gritos de crianças.

Embora não haja uma regra rígida, algumas raças de gatos são mais tolerantes com os pequenos do que os outras e por isso podem ser consideradas mais adequadas para crianças. Algumas raças boas para crianças são Abissínio, Maine Coon e o Ragdoll. Talvez seja desaconselhável para quem esteja buscando um primeiro gato e tenha crianças pequenas em casa, que você busque por gatos como Savannah, que são gatos híbridos oriundos do cruzamento do gato doméstico e o Serval. Embora alguns proprietários afirmem que seus exemplares de Savannah são excelentes com crianças, é desaconselhável que esta seja sua primeira experiência com gatos, principalmente em se tratando de uma casa com crianças pequenas.

A importância de educar as crianças

Gato é bom para criança?

Gato é bom para criança?

Embora algumas crianças instintivamente tenham um bom comportamento com os animais, elas precisam de orientação quanto à forma de brincar e cuidar de seu gatinho. Experimente ler para suas crianças sobre os gatos e sobre a importância de ter cuidado com o novo membro da família. É importante que seus filhos consigam compreender quais são as necessidades de seu gato. Ensine para os pequenos que os gatos são animais de hábitos noturnos e eles freqüentemente irão dormir durante o dia. Apesar da maioria dos gatos gostar de ser acariciado eles necessitam ficar à vontade e ter em casa um lugar tranquilo e seguro, onde possam ir sempre que desejar. Devido ao biorritmo dos felinos é melhor que as crianças optem em brincar com seus pets  no início da noite. Em geral esta é a hora em que a maioria dos gatos estão totalmente acordados, sendo a melhor hora para as brincadeiras. A hora das brincadeiras é muito importante para a rotina diária e este momento irá ajudar a desenvolver um vínculo entre as crianças e seu gato. Lembre-se que as brincadeiras devem ser rigorosamente supervisionadas. Certifique-se de que as crianças saibam como pegar seu gato com segurança e também certifique-se que elas aprendam a soltá-lo delicadamente.

Os melhores brinquedos para gatos são aqueles feitos de cordas, porque há menos possibilidade de que as crianças se machuquem acidentalmente quando o gato pular para pegar o brinquedo.

Também certifique-se de que as crianças saibam onde está o gato durante o dia. Estar ciente de onde está o gato é fundamental para diminuir o risco de que alguém acidentalmente acabe pisando no gato, principalmente em caso de gatinhos mais jovens. Também é importante ensinar as crianças a nunca incomodar o gato quando ele estiver comendo ou usando sua caixa de areia. Os gatos são mais propensos a responder de forma agressiva quando alguém tenta mexer com eles na hora de suas refeições, ou quando estão dormindo ou usando a caixa de areia. Além disso, se o gato é incomodado enquanto usa a caixa de areia, ele pode decidir encontrar um local mais silencioso, como o tapete ao lado da sua cama.

As crianças devem ser incentivadas a cuidar do gato?

Gato é bom para criança?

Gato é bom para criança?

Sim, definitivamente uma das grandes vantagens de se ter um pet, é estimular seus filhos a terem responsabilidades com o cuidado dele. Agora, o quanto seu filho irá contribuir com os cuidados do novo mascote da família irá depender da idade da criança e de como você avalia o senso de responsabilidade dela. Certamente, as crianças podem ter algumas funções como colocar a comida no pratinho do gato e verificar se ele tem água. Colocar a alimentação para o gato é um caminho para o coração de qualquer gato e irá ajudar na criação de um forte vínculo entre a criança e o gato, no entanto é importante que você esteja sempre ao lado de seu filho, supervisionando para ter certeza da quantidade de comida que ele colocou, para saber se ele lavou a vasilha de água direitinho e se colocou água de boa qualidade para o seu gato, afinal estes pequenos detalhes podem acabar escapando ao julgamento de uma criança.

As crianças maiores podem escovar o gato claro que o gato precisa estar disposto a ser escovado, ensine a criança a pegar na escova de forma suave, explique que se machucar o gato ele nunca mais irá permitir que alguém venha a escová-lo novamente, portanto o carinho e a delicadeza são muito importantes sempre, pressione a escova no antebraço da criança, para que ela sinta em sua pele o que a pressão e as cerdas estarão fazendo na pele do bichano. Outra tarefa muito importante para uma criança são as brincadeiras com o gato. Seu filho também pode ajudar a limpar a caixa de areia (lembre-se de ensiná-lo a importância de se fazer isso utilizando luvas e lavando bem as mãos após realizar a limpeza). Mas você precisa estar sempre por perto para ver se as crianças estão realizando suas atividades da maneira adequada. É importante, até mesmo com crianças mais experientes, nunca deixar nenhuma das tarefas serem realizadas sem supervisão, pois elas podem acabar se atrapalhando com algum problema pessoal e acabar esquecendo de alimentar o gato, por exemplo. Lembre-se, você permite que seus filhos cuidem de seu gato, para que eles aprendam, mas o gato é sua responsabilidade e você tem que gerenciar tudo intimamente para que seu gato não passe por apuros. Mesmo que seus filhos tenham as melhores intenções, é comum que as crianças acabem esquecendo alguma coisa o que pode significar que seu gato irá sofrer.

Se você adquirir um gato e em um primeiro momento ele não ficar muito confortável com a crianças, é importante que você entenda que um novo ambiente pode em primeira instância, provocar medo e desconfiança em um gato. Muitos gatos, acabam se escondendo nos primeiros dias em sua casa nova. Por isso é muito importante promover um ambiente tranquilo, sem gritos, sem insistências em acariciar e pegar o gato, para que ele sinta-se livre para explorar a casa e começar a adaptar-se. Tenha muito cuidado com pequenos detalhes como batidas de porta, brincadeiras com bolas, janelas abertas, portão da garagem, pois o gato pode esgueirar-se e fugir. Ser dono de gato é a coisa mais maravilhosa do mundo, mas você precisa mudar um pouco a sua rotina e a rotina de todos que moram na casa para que sua casa se torne um lugar seguro para seu novo morador.

 

Saiba + Sobre gatos e crianças

Gato pode ser bom para crianças - Texto em Inglês

Guia de Raças de Gatos

Saiba + Tudo sobre gatos

Gatos podem tomar ibuprofeno?

Gato é bom para criança?

Gatos podem comer ração para cachorros?

Meu gato está gordo – O que fazer?

Osteoartrite em gatos – Remédios Naturais

Gengivite em gatos, sintomas, causas e tratamentos

Como tratar a micose em gatos

Desparasitação ou vermifugação de gatos – Guia prático

Construa um passeio ao ar livre para seu pet

Como tornar sua casa segura para seu gato

Calor – Cuidados com os gatos no verão

Curiosidades

Raças de gatos boas para apartamento 

A primeira viagem de carro com seu gato

Gatos podem beber leite?

Hipertireoidismo felino

Como tornar sua casa segura para seu gato

Calor – Cuidados com os gatos no verão

Pessoas e gatinhos – A importância da socialização

Tudo o que você precisa saber sobre gatos e bolas de pelos

Artigos Relacionados:

Facebook Comments